ofplogo.gif (4994 bytes)   


ENTREVISTA DE “O FRANCO PALADINO DE NITERÓI”

 

                A Gazeta “PENSADOR”, Mensário Filosófico, Científico e Cultural de João Pessoa/PB, em sua edição de outubro/2007, transcreveu, nas págs. 1 e 4, a ENTREVISTA que o Franco Paladino de Niterói, - leia-se Erasto C. Prestes -, concedeu ao Sr. Carlos Antonio de Barros Silva, ilustre fundador, editor e redator responsável da mesma.

                Foram as seguintes as questões  propostas:  (1) Quando tornou-se espírita e que atividade desenvolve no movimento regional de sua cidade?  (2) Falando no movimento espírita fluminense, o que melhorou (ou não deu certo) com a criação do Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro (CEERJ)?  (3) Os executivos da FEB discursam que o movimento espírita em todo o país está bem orientado e no caminho da unificação. Qual a sua opinião sobre essa política orientadora da Casa Máter?  (4) Quando e por que começou essa sua “implicância” doutrinária com o docetismo secular mantido pela Federação Espírita Brasileira? 5) Como você vê a ascensão político-doutrinária da CEPA em nosso meio? 6) Os mensários espíritas críticos e analíticos parecem estar com seus dias contados por falta de leitores mais atentos aos problemas do movimento. É mais cômodo produzir um jornalismo espírita social e evangelizador? 7) Qual o papel que cabe a O FRANCO PALADINO neste contexto jornalístico obscurecido pela ausência do espírito de criticidade racional do pensamento kardequiano? ...”

NOSSO COMENTÁRIO

     Quem quiser ler, na íntegra, essa “entrevista”, dirija-se ao jornalista, Sr. Carlos Antonio de Barros Silva = Caixa Postal  1192, João Pessoa/PB – CEP=58010-970, ou pelo telefone (83) 3233-5904.