ofplogo.gif (4994 bytes)   


“100 LÍDERES ESPIRITUAIS QUE
MUDARAM A HISTÓRIA DO MUNDO”

     Este é o título de um livro de autoria de Samuel Willard Crompton, publicado pela Livraria Editora “PRESTÍGIO”.

     Nessa obra, aparece logo na capa a imagem de Chico Xavier, ao lado do papa João Paulo II, Martin Luther King, Madre Tereza de Calcutá. Na pág. 189,  vê-se que  o médium mineiro de Pedro Leopoldo está colocado no octogésimo oitavo lugar na relação dos 100 maiores líderes.

      Mas eu discordo inteiramente da opinião do autor, pois quem deveria estar no lugar do Chico, que foi, inegavelmente, um grande médium, era Allan Kardec, o verdadeiro Missionário da Terceira Revelação e criador da Ciência espírita.

      Sim, porque, não é preciso se ter um grande conhecimento da Psicologia Humana para se convencer de que o Chico, com todo o respeito, não tinha nada de líder; muito pelo contrário, era a negação do líder, do chefe, do comandante, do guia. É só ler a sua biografia, para a gente se convencer desta verdade.

    Já o Mestre Allan Kardec, sim, foi um líder, na verdadeira acepção da palavra, um grande líder. E foi ele, Kardec, quem de fato contribuiu, e muito, com sua personalidade forte de magnetizador brilhante, com sua palavra eloqüente, com sua forte capacidade de polemista, com suas obras repletas de sabedoria, com seu grande poder de chefia, de comando ... foi ele, sim, quem de fato contribuiu para mudança da História do Mundo e da Humanidade.

     Houve, a meu ver, da parte do autor uma inversão de valores, sim, repito, UMA INVERSÃO DE VALORES.

      E eu faço questão de deixar aqui gravado com letras garrafais o meu PROTESTO contra essa afirmação inverídica, ilógica e até mesmo absurda,  feita por Samuel Willard Crompton.