ofplogo.gif (4994 bytes)   


 

MANIFESTO DE ABRIL DE 1996

É bom recordar!... Em abril de 1996, realizou-se em Juiz de Fora/MG um Simpósio de “Conscientização Espírita”, promovido pela Comunidade Espírita “A Casa do Caminho”. Foi então redigido e aprovado um “Manifesto” que contou com 913 assinaturas e foi concluído da seguinte forma: “Para que não se repita com o espiritismo o que se deu com o cristianismo, é que este Manifesto exige (grifo nosso) da Federação Espírita Brasileira uma retomada de posição, onde se possa identificar o 'sim, sim; não, não’ do conselho de Jesus. O espírita quer a unificação do movimento espírita, mas, só e sempre, sob a égide da absoluta e intransigente fidelidade a Kardec”.

Esse documento histórico foi registrado em Cartório e encaminhado à Diretoria da FEB.

E agora pergunta-se: que resultado alcançou? Nenhum. Sim, NENHUM, esta é a verdade nua e crua. Tudo continua como antes: a FEB mais poderosa do que nunca, com seu Estatuto em pleno vigor, tendo sido, inclusive, impedido de ser alterado por uma decisão judiciária,  para se adequar ao novo Código Civil. E tudo se passou  numa Assembléia em que predominavam os verdadeiros (?!) kardecistas.


<<< Voltar