ofplogo.gif (4994 bytes)- GÉLIO LACERDA DA SILVA ?! - PRONTO, IRMÃOS


"Respondendo à pergunta do companheiro Erasto, devo dizer que, em meu livro "Conscientização Espírita", pág. 55, eu fiz, de fato, uma referência ao confrade Divaldo Franco nos seguintes termos: "Sob o título Divaldo Franco responde, (Ver Revista Espírita Allan Kardec, Ano V, nº 20, Goiânia/GO ), lemos o que se segue: ‘ – Quanto à verdadeira natureza de Cristo, da Sua provável jornada evolutiva, tenho a dizer que, sendo Jesus Cristo o Construtor do nosso orbe, nossa percepção ainda não está apta a compreender o modo como se processou a evolução de Seu santificado Espírito. Quando inquirimos sobre a verdadeira natureza de Jesus, os Espíritos Superiores dizem que tudo o que Ele nos ensinou pelo exemplo e pelas palavras em nome do Pai é uma convocação para que O imitemos no exercício do amor e na prática do bem, que é o que mais importa em nosso atual estágio evolutivo’.

"Essa resposta, irmãos, a meu ver, configura um Jesus "Nosso Senhor", roustainguista febeano, ubaldista e bem próximo do católico. O irmão e mestre Jesus espírita ficou distante, a perder de vista. Lembremos que Bezerra de Menezes (Espírito) alertou: ‘KARDEQUIZAR É A LEGENDA DE AGORA’.


NOSSO COMENTÁRIO

Concordamos, plenamente, com você, irmão Gélio (hoje na Pátria Espiritual). Vemos também de fato, nessa explicação de Divaldo, uma configuração bem clara do Jesus roustainguista, febeano, ubaldista e muito próximo do Jesus católico.

<<< Voltar