ofplogo.gif (4994 bytes)   


BRAVOS! NAZERENO TOURINHO!

 

            A Revista “Universo Espírita”, Ano 6 nº 64, transcreveu uma entrevista do grande confrade de Belém / PA, defensor da Pureza Doutrinária, NAZARENO TOURINHO, que acaba de completar 70 anos de idade. Um verdadeiro lutador a serviço do Espírito de Verdade em terras do Novo Mundo.

            Por falta de espaço, não podemos transcrever, na íntegra, o que disse aos repórteres Paulo H. Figueiredo, Rita Foelker e George de Marco, esse valoroso paladino da Ciência, Filosofia e Moral Espírita.

            Inicialmente, os entrevistadores apresentam traços da vida desse grande escritor e dramaturgo que ocupa a cadeira nº 2 da Academia Paraense de Letras.

Como um ilustre pensador, Nazareno é um “socialista que condena o marxismo” e um “espírita que discorda dos rumos do nosso movimento”.

Como cidadão brasileiro, partidário do sistema democrático de governo, em suas peças teatrais, teve coragem de criticar a Ditadura Militar, imposta ao país em março de 1964, e, principalmente no período de chumbo do governo do Presidente Médici.

Segundo declaração de Nazareno Tourinho, “o Espiritismo é compatível com o Socialismo”. Todavia, adotando o pensamento político e social de Léon Denis, grande Apóstolo de Allan Kardec, ele também não acha que o capitalismo seja um regime respeitável de governo.

Referindo-se a Jesus-homem, Carpinteiro da Judéia, Nazareno Tourinho disse: “Eu não conheço em toda a História da Humanidade uma figura mais impressionante  do que a dele que rompeu com tudo: com a religião, pois nunca entrou num templo a não ser para criticar; com a família, pois preferiu organizar um grupo pequeno de companheiros e amigos, os doze Apóstolos ao todo, embora a maioria não tenha tido capacidade bastante para compreendê-lo”.

“Jesus combateu os ricos e poderosos, os escribas e fariseus hipócritas e sempre se colocou ao lado dos pobres e necessitados. Dormia no ermo e fazia pregações nas praias, nas ruas e nos montes... Enfim, eu acho que Jesus foi um revolucionário pacífico, que quis a mudança pela paz, pelo amor, pelo perdão, pela caridade...”

Analisando o movimento espírita hoje, entre outras coisas, disse Nazareno Tourinho: “– O movimento espírita vai muito mal em termos de racionalidade. O que tem de mentira! O que tem de mistificação! O Espiritismo não tem mais inimigos externos. Os inimigos do Espiritismo são os próprios espíritas.

“Esse movimento espírita institucionalizado está se fechando cada vez mais e vão fazer um Espiritismo sectário, místico. Esse discurso demagógico de pureza, castidade, perfeição, isso é uma coisa mística.

“O movimento espírita é extremamente puritano: não pode beber, tem que ser casto. Eu conheço uma penca de homossexuais no movimento espírita, que vive fantasiando e dizendo besteiras, quando não precisava disso! Tudo é beleza! Só devemos ver o lado bom das coisas, não devemos ver o lado mau.

“Me incomoda muito essa falsa moral do movimento espírita, essa característica de unção, de misticismo, porque isso é muito católico, não é espírita.

“Eu sou de um grupo de espíritas ‘fechado’ com Kardec. E quando aparece essa besteirada do Chico ser a reencarnação de Kardec, eu digo que falta noção do ridículo dentro do nosso movimento. O que é que eles querem? Que só se leiam as obras do Chico por ser ele o Kardec atualizado? Isso é criminoso! Perdeu-se o senso crítico. Essas idéias vão depor contra o Espiritismo, sobre a respeitabilidade de uma Doutrina que veio trazer luz sobre o sentido da vida.

“Quanto ao Chico, acho que seu sentimento sempre esteve ligado à Igreja. Daí o Roustainguismo do livro“Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”...

NOSSO COMENTÁRIO

Parabéns, amigo e confrade Nazareno Tourinho. Gostei muito da entrevista que você concedeu à revista “Universo Espírita”. Concordo com tudo que você disse.

            Você é um confrade de muita coragem, dentro do nosso movimento, um verdadeiro kardecista, um leal e sincero adepto do grande Missionário de Lyon, o Senhor Allan Kardec.

  É de muitos confrades como você que o nosso movimento precisa para fazer a FEB deixar de ser roustainguista. Vá em frente, a serviço do Espírito de Verdade.