ofplogo.gif (4994 bytes)IDEOPLASTIA


Este foi o tema da palestra que o jovem confrade Marcelo Fernandes Aleixo pronunciou na manhã do dia dois de agosto, no amplo auditório da Congregação dos Policiais Militares Espíritas do Rio de Janeiro, perante um público bem expressivo de encarnados e desencarnados.

Inicialmente, ele analisou o termo "ideoplastia", esclarecendo que deriva de três radicais: ideo (= idéia) + plastos (= forma) + ia (=estudo). Portanto, "ideoplastia" pode ser encarada como: a) modelagem da matéria pelo pensamento; b) estudo da modelagem através do pensamento; c) transformações operadas na matéria pela mente.

A seguir, o companheiro discorreu sobre esse tema com muito brilhantismo , tomando por base "O Livro dos Espíritos" (Questão nº 27), "A gênese" (cap. XIV, ns. l a l2 e l3, l4 e l5) e "O Livro dos Médiuns" (cap. VIII – Do Laboratório do Mundo Invisível – nº 130). Usou, portanto, uma terminologia nitidamente kardecista.

E ele complementou sua brilhante exposição, fazendo, muito oportunamente, uma referência ao Prof. J. Herculano Pires, que, em nota ao ítem 130 de "O Livro dos Médiuns" declarou o seguinte: "Todas essas questões estão sendo hoje sancionadas pelo avanço da ciência, em seus vários ramos. O desenvolvimento da Física nuclear ampliou as possibilidades acima referidas por Kardec. Hoje se sabe que a matéria elementar é uma realidade e sua natureza não é atômica, mas subatômica. O fluido universal dos Espíritos, tão ridicularizado até há pouco, já é admitido pela ciência, com outros nomes: o oceano de elétrons livres da teoria de Dirac, os campos de força, o poder desconhecido que está por trás da energia, segundo Arthur Compton e que parece ser pensamento, etc. Quanto à ação da vontade sobre a matéria, a Medicina Psicossomática e a Parapsicologia se incumbiram de prová-la, mesmo nos encarnados.

Nossos parabéns ao jovem confrade por sua brilhante exposição! Prossiga, que você vai longe!

<<< Voltar