ofplogo.gif (4994 bytes)


CARTA DE LYBIO MAGALHÃES

"Querido Amigo Erasto.

"De longa data, conhecendo-o na trincheira do Espiritismo, posso compreender os seus ideais, que não são diferentes dos meus. Mas houve um dia em que o Amigo desejou parar... havia extrapolado os setena anos, e, considerava-se cansado de lutas, na hora de pendurar as chuteiras.

"Intrigado comigo mesmo pela impossibilidade de demovê-lo dessa idéia, constatei, lisonjeado, o seu retorno, melhor dizendo, sua retomada. Com isso, libertei-me do pesar.

"Talvez você não saiba, mas o amigo é hoje uma referência para os estudiosos do Espiritismo. E, quando você partir para a outra vida, a lacuna deixada jamais será preenchida. Pode haver sucessão em conseqüência de partilha, herança; mas em matéria de Espiritismo, não há substituição. O que poderá ocorrer são continuadores.

"Nosso trabalho, meu Amigo, é solitário. Herculano Pires, Deolindo Amorim, Gélio Lacerda da Silva, todos eles, grandes idealistas, foram homens solitários como nós. Tiveram, como testemunhas, apenas os estímulos do Além, conforme ocorre comigo.

"Estou mais instigado do que intrigado com o que está rolando na Assembléia Geral da F.E.B. Não surpreende que uma mentira repetida intencionalmente, como na tradição da Igreja, ocorra também no Espiritismo, transformando-se em cláusula pétrea ou princípio de verdade nebulosa.

"O que envergonha e constrange é a ausência de racionalidade, bonsenso crítico. Os roustainguistas contam-se nos dedos. É por estas e outras que eu leio todos os meses seu "O Franco Paladino" com avidez espiritual...

 

"Lamento que a tolerância dos espíritas, convertida em omissão, tenha se transformado em cláusula pétrea.

"Eu, meu amigo Erasto, já estou acostumado a engolir sapos. Mas continuo mantendo o meu perfil independente. Sou amado, respeitado e feliz.

"Que 2004 seja para você pleno de sucesso e realizações,

"Afetuosamente

Lybio Magalhães

NOSSA RESPOSTA

Caro Amigo Lybio.

Por ter estado ausente de Niterói, durante o mês de janeiro, somente tomei conhecimento de sua carta datada de 5 de janeiro, em princípios de fevereiro. E, como o meu "O Franco Paladino" deste mês já tinha sido enviado pelo Correio, resolvi incluir sua missiva no do mês de março, pois gostei tanto dela, por tudo que contém de incentivo, de amizade, de carinho, de solidariedade.

Esteja certo, querido Amigo, que você me comoveu muito com suas palavras. Chegou mesmo a me levar às lágrimas de emoção.

Obrigado, muito obrigado mesmo, por tudo que me disse de incentivo e de compreensão pelo trabalho que venho desenvolvendo na luta contra o roustainguismo, o laicismo, o materialismo, o ubaldismo, o ramatisismo e muitos outros ismos que andam por aí, querendo ocupar o lugar honroso do verdadeiro Espiritismo, aquele que foi codificado pelo sábio e luminoso Missionário de Lyon, o nosso querido Mestre Allan Kardec.

Você tem toda a razão, em certo momento da minha vida, eu cheguei mesmo a pensar em abandonar o campo de batalha. Afinal, já tinha chegado aos meus setenta anos e já estava me sentindo cansado. Mas foram os amigos sinceros como você que me incutiram coragem e desejo de prosseguir na luta, que venho desenvolvendo contra os mistificadores, os falsos, os traidores de Kardec. Você, o Marcelo, o Nazareno, o Gélio e muitos outros, foi que me fizeram ver que não era ainda hora de pendurar a chuteira. Deus abriu-me os olhos; Jesus, o Homem de Nazaré, o Espírito de Verdade e meus Amigos Espirituais, que são muitos tenho certeza, me fizeram cair na realidade: nosso movimento espírita precisa de homens de luta. Por isso, resolvi fazer novamente da palavra a minha arma e lancei um novo Boletim com o título de "O FRANCO ATIRADOR", que, recentemente, para poder entrar na Internet, tive que mudar para "O FRANCO PALADINO".

E é com este novo uniforme de combate que me dirijo aos valentes companheiros do ideal espírita, lembrando as palavras que disse o Espírito de Verdade ao Mestre Allan Kardec:

"SÃO CHEGADOS OS TEMPOS EM QUE TODAS AS COISAS HÃO DE SER RESTABELECIDAS NO SEU VERDADEIRO SENTIDO, PARA DISSIPAR AS TREVAS, CONFUNDIR OS ORGULHOSOS E GLORIFICAR OS JUSTOS".

Bravos companheiros de luta, nós fazemos parte do "imenso exército do Senhor" encarregado de abrir os olhos aos cegos. Àvante, pois, para a frente, com fé e coragem, que a vitória está próxima.

VIVA O ESPÍRITO DE VERDADE!

VIVA ALLAN KARDEC!

<<< Voltar